Estados Unidos deixam de sobretaxar o aço laminado brasileiro

Publicado em 28/10/2022

Medidas antidumping e compensatórias estavam em vigor desde outubro de 2016

O governo dos Estados Unidos revogou medidas restritivas contra exportações brasileiras de aço laminado, que estavam em vigor desde outubro de 2016. Segundo a agência Reuters, a suspensão das tarifas de importação foi anunciada em nota conjunta dos ministérios da Economia e das Relações Exteriores nesta quinta-feira (27), citando que se trata de decisão do último dia 21.

"A Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos (USITC, na sigla em inglês) não irá prorrogar as medidas antidumping e compensatórias contra as exportações brasileiras de produtos de aço laminados a quente (“hot-rolled steel flat products”), que estavam em vigor desde outubro de 2016", afirmam odes ministérios brasileiros.

Assim, os EUA deixam de cobrar taxas adicionais de até 45,58% _ sendo 34,28% de direito antidumping e 11,30% de medida compensatória _ na importação de produtos laminados a quente originários do Brasil, informa a agência de notícias.

De acordo com o comunicado, a decisão decorre da conclusão de que a extinção das medidas não deverá levar a dano material à indústria dos EUA.

Em nota, o Instituto Aço Brasil disse que se trata de iniciativa relevante por permitir a retomada desse mercado. A decisão beneficia especificamente as exportações de laminados planos a quente aos EUA. O instituto pondera, porém, que o mercado americano ainda impõe forte restrição a exportações brasileiras, em razão de cotas anuais fixadas em 130 mil toneladas, um patamar considerado baixo.

Estados Unidos deixam de sobretaxar o aço laminado brasileiro

Compartilhe:

 

 

Visitas: 182

Fonte: Jornal O Globo

http://sindiex.org.br/ http://sindiex.org.br/


Este site utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Leia nossa Política de privacidade.